Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 6:59 pm

Roma possui diversas províncias com uma estrutura política bem definida. Um governador provincial é responsável pelo território e tem acesso a legiões específicas para sua própria proteção. Pagam tributos em forma de grãos e especiarias e mantém a unidade do Império em funcionamento. Um Governador provincial cainita é indicado somente pelo Senado Eterno, a política mortal segue o mesmo preceito - sempre manipuladas pelos cainitas de Roma.

Aqui serão narradas as cenas nas diversas províncias ocidentais, com limite na Macedônia, Trácia e Dácia.
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 7:54 pm
*Uma pequena, mas confortável, Vila situada ao sul da província da Macedônia têm abrigado um grupo muito peculiar nas últimas noites. A casa de campo de Galeso Mongiardini, um comerciante notável da região, abrigava Assur e sua comitiva, os filhos de Spartacus.

Galeso é um cainita cristão, embora mantenha a informação de sua fé sob conhecimento restrito. Mongiardini possui olhos e ouvidos em toda a Macedônia e a informação da passagem do grupo liderado por Assur não escapou a seu conhecimento. Com interesses alinhados aos da causa dos Filhos de Spartacus - sobretudo a liberdade ao culto cristão - Galeso prontamente ofereceu abrigo aos viajantes.

Notaram uma Vila simples, com homens livres trabalhando na manutenção dos estábulos e nas termas em troca de pagamento por seus serviços. Algo raro nas províncias escravagistas romanas. Logo foram levados a seus aposentos em virtude do sol que já se prenunciava no horizonte.  Chegaram ao fim da noite e por isso foram hospedados na vila sem ainda conhecer seu anfitrião.

O dia se apressa a passar e a noite traz consigo o frio comum a esta época do ano. Assur desperta em suas acomodações mais confortáveis do que está acostumado. A seu lado há uma mesa de madeira com água e tecidos para o asseio. A iluminação parca dos aposentos vem de uma tocha acesa em um dos cantos, envolta em uma carapaça de aço que faz com que as chamas não se prolonguem e não fiquem tão à vista do Vampiro.

Ainda sim, o brilho alaranjado da chama escondida o faz sentir um leve calafrio. Ouve-se um bater na pesada porta de madeira, ainda fechada.*


-  Meu senhor, com sua permissão, venho indicar que o Domin...o Senhor Mongiardini o aguarda no Átrio.

*A voz feminina ecoava por trás da porta, fechada, através do corredor. Não se ouvia passos, ela parecia esperar.*
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 8:08 pm
*O Cainita acorda após o seu período de sono.

Havia tempos que não tinha a oportunidade de descansar em um ambiente com aquele conforto. A necessidade de estar constantemente migrando o obrigava a aceitar qualquer pequeno espaço protegido da Luz do Sol. De todo modo, permanecia uma pequena desconfiança.

O Brujah tendia a ficar atento com quem demonstrava disposição à prestar apoio. Há sempre o risco de ser um espião romano, ou alguém disposto a vendê-los por um bom preço.

Após se levantar e tratar de sua limpeza corporal (oportunidade rara), ouve a batida na porta. Vestido com suas roupas, e com suas armas (uma pequena espada e uma faca), ele caminha à porta e a abre, pronto para ir ao encontro de seu anfitrião.*
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 8:22 pm
*Ao abrir a porta, Assur se depara com uma beleza singular. Uma mulher de pele morena e olhos negros como a noite, por um leve momento pôde enxergar em detalhes as veias pulsantes no pescoço da serva. Talvez, a escassez de alimento das últimas noites estivesse incitando sua besta mais que o comum. O sorriso na face da mulher cresce ao vê-lo sair do quarto, seguido do olhar para o chão, como se pretendesse disfarçar algo.*



- Meu Senhor o aguarda, por favor me acompanhe.


*Ela caminha, em suas leves e transparentes vestes, à frente de Assur o guiando pelos corredores. Há poucas tochas, como se espera da residência de um cainita, e as que iluminam o local são todas revestidas com ferro, deixando a luz sair por pequenas brechas.

Ao chegar no Átrio, o salão principal da casa bem iluminado e decorado com esculturas e quadros diversos, Assur nota um homem alto e magro, com cabelos negros cortados ao estilo romano. Ele está de pé, com uma taça em mãos, observando uma escultura de um gladiador ajoelhado. Ele parece não perceber a chegada do hóspede até a mulher o anunciar.*


- Meu Senhor, este é o Senhor Assur.

* O Homem volta-se em direção ao corredor, sorri e se aproxima estendendo a mão.*


- Senhor Assur, devo dizer que é um imenso prazer recebê-lo em minha Vila. Venha, sente-se, estou ansioso para conversar com o Senhor.

*Ele indica um suntuoso assento recoberto de tecido roxo. A mulher logo os deixa a sós*
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 8:40 pm
- Não me chame de senhor. Apenas Assur. *Responde com um leve sorriso.*

*O Cainita se controla quando sente a Besta se agitando, mas não deixa de imaginar o doce gosto do líquido vermelho. Logo em seguida sua atenção se desvia para a expressão da mulher. Fica curioso quanto ao sorriso que logo foi transformado em uma postura submissa de serviçal.

Assur disfarça seu próprio desconforto, pois sabe a humilhação e o sofrimento daqueles à base da pirâmide.

Conforme caminha pelo corredor, não resiste em perguntar:*


- Qual o seu nome, se me permite essa curiosidade.

*Certamente gostaria de conversar mais, mas logo se depara com o homem que o recebera.*

- Não precisa me chamar de senhor, não faço questão dessas formalidades. Mas desde já agradeço profundamente a hospitalidade.

*Ele se dirige ao assento, sem disfarçar a estranheza pelo local tão "refinado". Há um último olhar em direção a serviçal - que termo desprezível - antes de se acomodar e prender a atenção ao homem.*

- Me pergunto o que passava em sua cabeça enquanto observava aquilo -
*faz sinal indicando a estatua.*
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 9:14 pm
Conforme caminha pelo corredor, não resiste em perguntar:*

- Qual o seu nome, se me permite essa curiosidade.

* No caminho até o Átrio e com um sorriso discreto disfarçado com o olhar para baixo, ela responde*

- Lerna...Senh...Assur.

*Após deixar o convidado com seu Senhor, Lerna os deixa, com um olhar curioso até desaparecer pelo corredor.*

* De pé, o anfitrião Galeso Mongiardini indica a estátua e responde ao seu hóspede*

- Acalontes, o melhor gladiador do antigo Ludus Mongiardini.

* Ele toma um longo gole do que quer que esteja em sua taça e caminha até um dos cantos da sala, pegando uma jarra prateada e um copo*

- Os Mongiardini, até o pai de meu pai, eram proprietários de ludus. Os melhores gladiadores do ocidente saíam dos muros de suas propriedades. Tinham escravos como qualquer outra família Patrícia em Roma.

* Ele serve o copo. Assur pode ver o líquido espesso e avermelhado cair da jarra na taça prateada. O cheiro de vitae fresco é inconfundível. O homem estende a taça em sua direção*

- Imagino que tenhas...sede.

- Bom, a prática escravagista se prolongou até que meu pai, Honorius, conheceu a Cristo. Foi ele o primeiro da família a contratar mão-de-obra e libertar os escravos. Deus, como ele estava certo, hoje lucramos mais e agredimos muito menos os nossos empregados.

* Galeso sorri, com a taça estendida em direção à Assur*
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 9:31 pm
*A história do cainita a sua frente não lhe agradava nem um pouco. Conforme ele, consciente ou não, falava da grandiosidade dos gladiadores de sua família, Assur se lembrava do que isso significava: ajoelhar-se, com um chicote estalando em suas costas.

A fome o induz a aceitar a taça, a qual ele esvazia rapidamente com um único gole. Quando ouve "agredimos muito menos nossos empregados", o Brujah fixa o olhar no anfitrião. A frase certamente o faz questionar a dignidade da não-vida do homem que o recebia.*


- O que pensa sobre Roma?

*E emenda com outra questão*

- E o que espera nos ajudando?
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 9:49 pm
* Galeso se senta ao lado de Assur, no alongado banco revestido em roxo*

- Meu caro Assur, sou um homem de negócios mas, acima disso, sou um homem de Deus. Roma espreme minha fé, reduz minha liberdade em cultuar o meu Deus. Isso precisa ter um fim.

* Ele aponta para a estátua do Gladiador*

- O mantenho aqui, no meu salão, para me lembrar do quanto minha família falhou no passado. Cristo nos disse: Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei.

* Ele toma mais um gole de sua taça e volta a encher, com o vitae da jarra prateada, a taça nas mãos de Assur*

- Diga-me, meu caro, como não posso interceder a seu favor quando lutam por liberdade e igualdade? É a minha forma de expiar os pecados de minha família e, também, do meu detestável Senhor.

* Galeso franze as sobrancelhas, é possível notar o desprezo em sua face ao falar a palavra "Senhor"*
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 9:59 pm
*Se Roma passasse a permitir a crença cristã, o representante da família Mongiardini ainda apoiaria a causa? É um pensamento que não deixa de passar pela mente de Assur.*

- Fico contente em saber que deseja corrigir os erros passados.

*A expressão de desprezo quando falou a palavra "Senhor" gerou, minimamente, uma empatia da parte do Brujah*

- Quem é ele?

*Bebe novamente a taça*
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 10:12 pm
* Galeso aperta a taça que segura em sua mão direita com uma força excessiva, amassando-a e fazendo o vitae escorrer pela lateral e pingar, lentamente, ao chão.*

- Sem dúvidas o senhor já ouviu sobre ele. É um dos membros mais antigos do Senado Eterno, Dionysius.

* É de conhecimento de Assur que Dionysius é um capadócios membro do corpo político que governa o Império Romano. Mongiardini continua a falar, visivelmente irritado*

- Aquele velho bastardo me manteve cativo por anos...anos! Maldito seja...que desmorone junto à Roma!

* Ele se contém, retomando a postura e olha Assur nos olhos*

- Eu tenho recursos, Assur, estou disposto a usá-los em prol da sua...não, da nossa causa. Minhas atividades enquanto comerciante de grãos garantem a mim - e aos meus homens - passe livre à capital. Se aceitar minha oferta, poderemos trabalhar juntos para a queda de Roma.
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 10:26 pm
*Ouve atentamente a breve história de Galeso, bem como a proposta. Pondera por alguns segundos, deixando um silêncio no ar.

Seus olhos percorrem todo o espaço, observando os detalhes, até retornarem à seu anfitrião.*


- Toda ajuda é bem vinda.

*O Cainita se levanta e começa a caminhar pela sala, parando em frente à estátua. Mantendo o olhar nela, ele questiona*

- Vou precisar que compartilhe as informações que possui comigo. Seja sobre os Senadores Eternos, seja quaisquer outras que possam auxiliar a causa. E poderia começar contando à respeito do Governador desta região.
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Nov 25, 2017 10:57 pm
* Ao caminhar pelo salão, memórias percorrem a mente cansada de Assur. O local é idêntico aos salões para a recepção de convidados e bacanais do antigo ludus no qual foi escravizado por anos. As paredes são recobertas por um tecido vermelho decorado, há esculturas espalhadas, no centro uma pequena e rasa lâmina d'água decora o ambiente. A figura do gladiador esculpido torna as lembranças mais vívidas e dolorosas. Alheio a isso, Galeso continua a falar.*

- O Governador provincial é um tolo. Um jovem vampiro com aspirações políticas para com o Império, um Lasombra, é o que dizem.

* Ele levanta-se tomando mais um gole de sua taça, agora amassada*

- Canatos é seu nome. Particularmente o considero um incompetente. A Tessalônia, o principal porto da Macedônia, está entregue às traças! Mais de uma vez perdi carregamentos de grãos pela má gestão portuária.

* Ele olha para Assur, por alguns instantes*

- Me diga, Assur, com quantos homens contamos? Além do senhor, há algum outro vampiro a favor da causa?
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sex Dez 01, 2017 12:41 pm
*Assur não tinha certeza sobre a principal estratégia a ser adotada. Certamente um ataque à capital era inviável, e portanto o Brujah considerava a possibilidade de uma guerra por território, mirando província por província e isolando o centro do Império.*

- Estamos por toda parte. Essa é a principal arma.

*Claramente, o Cainita não se sentia a vontade de abordar detalhes à um vampiro que acabara de conhecer.*

- Onde estão os homens que estavam comigo?
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Dez 02, 2017 3:18 pm
* O vampiro parecia analisar cada resposta de Assur. Pigarreou ao ser perguntado pelos demais homens, demorou alguns segundos e respondeu*

- Seus homens foram distribuídos entre as três vilas que possuo nestas terras. Chamariam muita atenção se permanecessem em um só lugar.

* Caminhando até a estátua do gladiador, no centro da sala, ele continua*


- És um homem de poucas palavras, Assur, mas algumas precisarão ser ditas se quiseres vencer esta guerra. Estou disposto, mas preciso de um gesto de boa-fé dos Filhos de Spartacus para que eu possa contribuir com a causa.

* Olhou, um tanto quanto mais sério para o vampiro a sua frente*

- Tenho recursos, como disse. Guerras costumam ser longas e, quanto mais longas, maiores são os custos.

* Tomou mais um gole de sangue de sua taça*

- Tenho uma demanda para os Filhos de Spartacus e, se cumprida, tua causa será a minha causa.
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Qua Dez 06, 2017 11:32 am
*O Brujah sentia-se desconfortável, mas também não pretendia agir em falso e criar algum problema antes da hora. Permanece em silêncio diante das palavras sobre palavras, até ouvir a proposta*

- E qual demanda seria?

*Assur considerava atendê-la apenas se não fosse algo demais ou que caminhasse em favor das suas próprias convicções. Já havia deixado sua taça de lado, vazia, e não demonstrava interesse em beber mais. Voltava a caminhar pela sala, observando os detalhes, enquanto ouvia o que o outro vampiro tinha a propor*
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sex Dez 08, 2017 11:36 am
* Galeso sorri. Um sorriso e um olhar que denota muito mais do que ele poderia dizer com simples palavras.*

- A morte de Canatos, Governador Provincial da Macedônia e servo fiel de Roma.

* Ergue a taça como se brindasse, embora Assur não tenha mais nada em mãos.*

- Uma morte por uma causa. Uma morte por um patrocínio.

* O, evidentemente debochado cainita, olha para a estátua do Gladiador no centro da sala*

- Os ciclos de nossa existência são irônicos, afinal. Temos um acordo, Assur?
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Seg Dez 11, 2017 4:18 pm
*O Cainita se volta para o outro e caminha rumo a sua direção, parando frente a ele.*

- Esta morrerá.

*O pedido era útil, pois não envolvia algo que fugisse completamente de seus planos. Só precisava planejar com cautela os próximos passos.*

- Vou precisar de todas as informações que puder me passar sobre a sociedade local e sobre Canatos.
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Seg Dez 11, 2017 9:26 pm
* O sorriso largo ocupa o rosto do anfitrião.*

- Excelente, Assur. Obviamente, caso falhes, negarei qualquer associação com o senhor ou os Filhos de Spartacus e direi que fui vítima de cárcere em minhas terras. Imagino que compreendas.

* Ele caminha pela sala, parando em frente a um quadro que retrata uma batalha entre legionários e homens negros em uma terra coberta por grama amarelada e alta.*

- A guerra tanto me fascina quanto assusta. Soubes que uma legião de Roma foi derrotada nas terras mais acima? Crimeia, se não estou enganado.

* Ele gargalha*

- Engolidos pelo gelo....os mensageiros dizem. Patético.

* Galeso se aproxima de Assur*

- Canatos é um jovem na noite. Não costuma deixar sua Vila e está sempre circundado por seus inúmeros escravos alimentados com sangue. Mas, imagino que não seja tarefa difícil para os Filhos de Spartacus, dadas as histórias que ouvi sobre vocês. A morada do Lasombra está situada próxima ao porto da Tessalônia. Sugiro que partam com brevidade, pois é possível que espiões de Roma os localizem aqui na Macedônia e, se for o caso, vocês terão perdido o elemento surpresa.
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Qui Dez 14, 2017 1:29 pm
*Ouve a afirmação de que Galeso negará qualquer ligação com eles, e não deixa de avaliar a covardia do cainita. Era de se esperar. Assur não tinha o menor interesse nas empreitadas militares de Roma, a menos que houvesse alguma utilidade para a causa, e portanto permanece em silêncio.

As informações sobre Canatos, por outro lado, tem mais razões para atrair sua atenção. Após ouvi-las, o Brujah responde*


- Como queira. Há alguma outra informação que julga relevante? Alguém que atue como espião ou agente direto do Lasombra? Algo que deva me preocupar?
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sab Dez 16, 2017 11:23 am
* Galeso sorri*

- Não, absolutamente nada. Canatos é inexperiente, uma criança noite abandonada por seu Senhor.

* Ele se aproxima de Assur*

- Tenho certeza de que será uma presa fácil para você e suas...habilidades.

* Havia claro desdém nos olhos do Vampiro. Assur somente não tinha certeza se em relação à Canatos ou a ele próprio*
avatar
Mensagens : 11
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuário

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sex Dez 29, 2017 11:06 am
- Se é como diz, não creio que haverá problemas.

*Vários pensamentos percorriam a cabeça do Brujah. Deveria confiar em Galeso? Seria Canatos tão inofensivo quanto afirmou? Qual a melhor forma de dar prosseguimento à sua luta? Tinha em mente que precisaria consultar seu círculo mais próximo de guerreiros, em especial seus três Carniçais, lideranças entre os Filhos de Spartacus*.

- Estou liberado ou há algo mais a ser dito?
avatar
Admin
Mensagens : 59
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

em Sex Jan 26, 2018 8:31 pm
* Galeso sorri*

- O senhor nunca esteve preso aqui, meu caro. É livre para ir ou ficar. Eu acrescentaria apenas que...

* O jocoso homem parece finalmente ficar sério *

- Canatos deve morrer rapidamente. Não provoque a serpente antes de cortar-lhe a cabeça.

* Ele indica a saída, invariavelmente passando pela estátua do gladiador esculpida no centro do salão *

- Encontrará dois de seus homens no estábulo, cuidei para que estivessem próximos ao fim de nossa conversa. Organize seus companheiros e partam o quanto antes. Temo que olhares mais atentos caíam sobre minhas propriedades enquanto os seus estiverem aqui.
Conteúdo patrocinado

Re: Províncias Imperiais - Ocidente

Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum