Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Admin
Mensagens : 338
Data de inscrição : 25/11/2017
Ver perfil do usuáriohttp://terturiumdigital.forumeiros.com

Aplicação de Testes com MS e MI

em Seg Mar 26, 2018 10:33 pm
Sistema de Regras adaptado para fóruns - Storyteller

A base do sistema de testes adaptado para fóruns consiste em dois novos termos: Margem de Sucesso, que chamaremos de MS e Modificador de Interpretação que chamaremos de MI.

Margem de Sucesso - MS
A Margem de sucesso ou MS é a quantidade de sucessos que são necessários para concluir um teste com eficácia. O MS pode variar de 1 ( muito fácil ) a 5 (extremamente difícil).

Exemplos:


Calígula blefa sobre suas intenções para Augustus, a margem de sucesso estabelecida pelo narrador para que Calígula tenha sucesso é 3 ( Médio ). Calígula fará o teste apropriado e se acumular 3 sucessos terá conseguido blefar como desejou. Menos de três sucessos é falha.

Sugere-se que o narrador use MS ( margem de sucesso) 2 ou 3 para ações padrão. MS de valor 1 só deve ser utilizado se o oponente for muito abaixo do pólo ativo do teste ou se o teste em questão for realmente muito fácil. Nesses casos, sugere-se ainda pelo bem andar do jogo que o narrador não solicite teste e suponha que o personagem obtém sucesso automático porque a tarefa é fácil para suas capacidades/habilidades.

Da mesma forma, sugere-se que somente sejam utilizadas MS 4 ou 5 em tarefas de grande dificuldade, que exijam além do que o personagem é capaz normalmente por seus valores em ficha.

Após a explicação sobre MI, haverão exemplos da aplicação do MS.

Modificador de Interpretação - MI
O Modificador de Interpretação ou MI é o artifício encontrado para valorizar as boas descrições e interpretações dos personagens em um jogo por escrito, no qual estas se fazem necessárias e garantem uma diversão maior para os jogadores e leitores.

O MI, assim como o MS, pode variar de 1 a 5. O Narrador deve ser criterioso quanto ao MI conferido a seus jogadores, pois eles naturalmente definirão o rumo dos sucessos nos diversos testes. Sugere-se os seguintes itens para a conferência do MI.

- Clareza nas descrições
- Riqueza de detalhes
- Interpretação de suas características em ficha


Os demais itens possíveis são subitens dos listados. A conferência do MI se dá somente por parte do Narrador, de acordo com seus próprios critérios e de modo algum deve ser questionado pelos jogadores. Supõe-se que o narrador tem uma história a contar e será justo na conferência do Modificador de Interpretação. Sugere-se também que o narrador mantenha o MI rígido, conferindo modificadores de interpretação acima de 3 somente em casos muito específicos no qual o jogador conquistou o modificador com uma descrição/interpretação acima da média.

A prática. Exemplos de aplicação de testes incluindo MS e MI.


Testes gerais

Se Calígula quis blefar sobre suas intenções para Augustus, ele deverá descrever sua ação com o máximo de detalhes e interpretação de sua ficha e em seguida o narrador fará o cálculo do teste conferindo MS e MI, conforme abaixo.

Considerem que Calígula possui Manipulação 3 e Blefar 2, enquanto Augustus possui Percepção 3 e Empatia 3.

O narrador estabelece que por conta dos bons níveis de percepção e empatia de Augustus, uma mentira não lhe passaria despercebida facilmente. Assim, o narrador confere a Margem de Sucesso em 3. Desta forma, Calígula precisa de ao menos 3 sucessos para mentir como deseja para Augustus.

De acordo com a descrição dada por Calígula, o narrador considera de acordo com os critérios descritos anteriormente e também com seus critérios pessoais ( cada narrador tem autonomia sobre seus critérios ) que Calígula conseguiu um Modificador de Interpretação de 3 (bom).

O Cálculo a ser feito é o seguinte:

Calígula tem Manipulação 3 + Blefar 2 + Modificador de Interpretação ( MI) 3 = 8

Augustus possui Percepção 3 + Empatia 3 = 6

Calígula 8 - Augustus 6 = Calígula obteve 2 sucessos.

No entanto, o narrador havia estabelecido que Calígula necessitava atingir a Margem de Sucesso de 3. Assim, Calígula falhou no teste.


Combate
Da mesma forma se dá o combate. Tomando o exemplo anterior, ao falhar no engodo, Calígula não teve opções a não ser silenciar Augustus o matando. Assim sacou a sua espada e logo os dois entraram em combate.

Calígula possui Destreza 2 e Armas brancas 3
Augustus, um erudito, possui Destreza 2 e Armas brancas 1

O Narrador estabelece que para Calígula, que é melhor na luta com espadas de acordo com os valores de sua ficha, precisa atingir uma Margem de Sucesso de 2 para atingir Augustus.

Dadas as descrições ( após a iniciativa na qual Calígula ganhou hipoteticamente ) o Narrador estabelece que Calígula conseguiu um Modificador de Interpretação 3 (bom). Dessa forma, o teste ocorre da segunite forma:

Calígula tem Destreza 2 + Armas brancas 3 + MI 3 = 8
Augustus tem Destreza 2 + Armas brancas 1 = 3

Calígula 8 - Augustos 3 = 5 sucessos.

Como o Narrador havia atribuído que Calígula precisava de uma Margem de Sucesso 2 para acertar Augustus, Calígula obteve sucesso e desferiu um golpe em seu oponente.

O Cálculo de Dano
No exemplo anterior, Calígula obteve 5 sucessos e a margem de sucesso era 2. Assim, Calígula obteve 3 sucessos líquidos ( 5 - 2). 1 Sucesso líquido é o suficiente para executar a ação, os excedentes entrarão no dano. No caso acima, 1 sucesso é exigido para a ação e outros 2 entrarão no dano que funciona da seguinte forma:

Calígula possui força 2 e sua espada curta confere dano +2. Assim o Dano Bruto de Calígula seria 4. Soma-se os 2 sucessos excedentes do teste e o dano bruto de Calígula é 6. No entanto falta ainda o cálculo para considerar o quanto o oponente é resistente, assim o cálculo completo é descrito abaixo:

Calígula tem Força 2 + Espada 2 + Sucessos excedentes 2 = 6
Augustus tem Vigor 2 e usa um peitoral de couro batido que lhe confere índice de proteção 2 = 4

Calígula 6 - Augustus 4 = Calígula infligiu 2 de Dano letal em Augustus.

Casos especiais - Disciplinas
Potência irá conferir mais valores no dano ou em testes de força.
Fortitude irá conferir mais índice de proteção contra todos os tipos de Dano.
Rapidez adiciona o seu número efetivo em valores aos testes de ataque. Não há ações extras, o vampiro é mais rápido e isso é demonstrado na superioridade do testes e não na quantidade de vezes que ele ataca.

Exemplos do combate acima com as Disciplinas, ainda considerando a Margem de Sucesso ( MS ) em 2 a favor de Calígula.

Calígula, o Brujah, tem Destreza 2 + Armas brancas 3 + Rapidez 2 + MI ( modificador de Interpretação ) 3 = 10
Augustus, o Toreador, tem Destreza 2 + Armas brancas 1 + Rapidez 3 = 6

Calígula 10 - Augustus 6 = Calígula obtém 4 sucessos. Como a Margem de sucesso é 2, Calígula Obtém 2 sucessos efetivos. 1 para a ação e 1 excedente para o dano.

Calígula tem Força 2 + Espada 2 + Potência 3 + Sucesso excedente 1 = 8
Augustus tem Vigor 2 + Peitoral de couro batido 2 + Fortitude 3 = 7

Calígula 8 - Augustus 7 = Calígula Infligiu 1 de dano letal em Augustus.


Considerações:
MS e MI ( Margem de Sucesso e modificador de Interpretação ) são aplicados sempre no pólo ativo dos testes. Nos exemplos acima, Calígula. Perceba que a MS estabelecida para Calígula acertar Augustus foi 2, porque Calígula é melhor na luta com espadas em ficha do que Augustus. Quando for o turno de Augustus acertar, é justo que o narrador aplique uma margem de sucesso maior para ele. No caso, sugere-se que se aumente em 1 ponto a margem de sucesso sempre que o oponente for melhor em determinada característica.

Dessa forma, Augustus teria Margem de Sucesso (MS) 3 para acertar Calígula. Ou seja, Augustus precisa ter 3 sucessos ou mais para acertar Calígula com sua espada. Isso reflete a dificuldade que Augustus encontra para  acertar um oponente mais bem treinado na arte do combate do que ele.

Percebam que as regras acima são aplicadas a qualquer teste. Dúvidas podem ser sanadas neste tópico, em forma de perguntas que serão respondidas com simulações de testes.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum