Compartilhe
Ir em baixo
avatar
Mensagens : 381
Data de inscrição : 07/03/2018
Ver perfil do usuário

Os Vampiros de Berlim

em Ter Mar 13, 2018 10:12 am


Sua Majestade, Gustav Breidenstein, Progênie de Ilse Reinegger, Progênie de Erik Eigermann, Progênie de [Ventrue].

Como Príncipe de Berlim, Breidenstein trabalha incessantemente para o bem estar de sua cidade e a paz entre os cainitas que ali habitam. Se isso inclui realizar decretos controversos, destruir todo e qualquer Membro que lhe oponha e restringir o direito de criação de novos cainitas na cidade, tanto faz. Breidenstein chegou na região que hoje é a Alemanha há sete séculos atrás, juntamente com o seu senhor. Após o desaparecimento deste, Gustav assumiu o controle da região, reforçando o seu poder através de medidas autoritárias, como o hábito de estacar e deixar ao sol qualquer vampiro que não se apresentasse propriamente, o que lhe causou problemas com o então Justicar Tremere Karl Schrekt. As relações com os Feiticeiros e, consequentemente com a Áustria, jamais foram as mesmas.

Atualmente, ainda que controle a cidade com mãos de ferro, muito do temperamento difícil de Breidenstein mudou. Seu poder e influência cresceram e Berlim se tornou um dos centros da Europa. Seus inimigos consideram que o velho Ventrue está se acalmando e, por isso mesmo, se tornando mais vulnerável. Breidenstein prefere que eles pensem assim e se revelem, para que ele possa destruí-los e manter a paz e segurança da capital do Império.




Wilhelm Waldburg, Progênie de Gustav Breidenstein.

Waldburg é o braço direito de seu Senhor. Como chefe do seu Conselho Pessoal, formado dos Membros que governam cada uma das regiões de Berlim, Wilhelm goza de uma autoridade inferior somente à do Príncipe. Muito dos membros mais antigos dentro do Conselho se sentem diminuídos ao serem governados por um intermediário, e mais de uma conspiração para destruir Waldburg foi identificada e desmantelada. Apesar das oposições à Waldburg, seus inimigos são conscientes de que ele é um vampiro velho e astuto, capaz de igualar o seu Senhor em autoritarismo e habilidades de governo.




Regente da Capela de Berlim, Progênie de Karl Schrekt, Progênie de Lotharius, Progênie de Etrius, Progênie de Tremere.

Ldescu é o Regente da única capela Tremere autorizada a funcionar em Berlim. Um feiticeiro formidável, foi capaz de encantar uma antiga casa no interior do Tiergarten, fazendo dela uma fortaleza invisível que protege os Tremere e dá suporte aos seus aliados, notadamente o Príncipe Breidenstein.

Ldescu é progênie do Justicar Karl Schrekt, e tal filiação lhe concede uma influência considerável a nível europeu. Ldescu é bem informado e dispõe de uma rede de contatos e aliados que se espalha por todo o Velho Mundo e além. Apesar da sua descendência, Maxwell apoia fortemente as ações de Gustav em praticamente todas as esferas. Sua lealdade incondicional lhe rendeu o título de Regente de Tiergarten, região que compreende o jardim e as regiões vizinhas.




Stephan Lutz, Regente Toreador, Progênie de Rafael de Corazón, Progênie de Callisti y Castillo, Progênie de [Toreador].

Tão importante, bem nascido e influente quanto o Príncipe Breidenstein é o seu Regente Territorial com mais tempo em atividade. Lutz é descendente de Rafael de Corazón, alegadamente membro do Círculo Interno da Camarilla. De origem alemã, Lutz caminha entre os mortos vivos há pouco mais de trezentos anos, depois de ter sido Abraçado na Áustria, durante a Guerra dos Trinta Anos.

Rumores dão conta de que Lutz é o cainita de Berlim menos fiel ao Príncipe. De fato, atipicamente para um Toreador, Lutz se mantém relativamente distante da corte e das intrigas que a acompanham, preferindo utilizar seu tempo para assuntos particulares.




Eric da Bavária, Brujah.

Eric Baring-Gould, um cainita de cerca de duzentos anos, era um proeminente empreendedor bávaro no início do século XVIII. Abraçado e trazido ao Clã Brujah majoritariamente por sua influência entre os Principados Germânicos, recusou-se em cumprir o papel que seu clã tinha determinado. Ao invés disso, usou seu tempo e recursos para fomentar o desenvolvimento da Bavária e, posteriormente, da Alemanha Unificada.

Eric é um Membro acessível e atencioso, de índole pacífica, ao contrário do que normalmente se afirma sobre os Brujah. Sua natureza e sua filiação se torna visível, porém, quando o tema é o desenvolvimento e a grandeza da Alemanha: nesse contexto Eric se torna fanático e febril, defendendo ativamente a transformação da Alemanha em uma potência europeia, através da industrialização.

Os Koenig

Os Koenig são uma ramo dos Giovanni italianos, originários da Prússia. Séculos atrás, os Necromantes italianos introduziram a família prussiana em seus rankings, encantados menos de suas habilidades místicas precárias e mais com sua autoridade econômica na região. De fato, os Koenig são uma das famílias mais importantes da Alemanha e seu patriarca, Retto Koenig participa ativamente das atividades da Corte de Berlim, onde tenta negociar a aceitação de sua família na Camarilla local. Até então, tal intento tem sido bloqueado pelo Príncipe Gustav Breidenstein.

Erik Eigermann

"Onde está Erik Eigermann?" É a pergunta que pode ser ouvida nas cortes de Berlim. Eigermann é considerado o primeiro Cainita a estabelecer moradia nas terras germânicas, em data desconhecida. É provável que seu nome real não seja esse, dado que os registros iniciais sob esse pseudônimo remontam ao século XI. Tão misterioso quando Erik são as circunstâncias de seu desaparecimento, ocorrido em meados do século XIII. Rumores dão conta de que Erik ainda dorme sob Berlim. Porém, enquanto ninguém consegue evidências definitivas sobre seu paradeiro, as pergunta continua a ser feita.
Voltar ao Topo
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum